Descrição do Produto

Atravessada por um humor negro e absurdo com tonalidades surrealistas, a obra de Manuel de Lima (1915–1976) aparece finalmente reunida num único volume, incluindo reproduções de documentos dispersos ou inéditos que ajudam a conhecer melhor este criador singular na ficção portuguesa e a sua personalidade tão misteriosa como fascinante.

Críticas

«Transporta-nos admiravelmente para o mundo da ficção, e de uma maneira girandolesca que é rara entre os nossos autores.»

Almada Negreiros

«Manuel de Lima sonha na nossa cabeça.»

António Maria Lisboa

 

«Mestre do nonsense português.» / «Leiam o que deixou publicado. Não se arrependerão.»

Luiz Pacheco

«O Boris Vian português.»

João Pedro George