Amadeo_de_Souza_Cardoso

Amadeo Ferreira de Sousa Cardoso

Nasceu em Manhufe, Amarante, a 14 de novembro de 1887, no seio de uma família numerosa da burguesia rural, culta e profundamente católica. Depois de frequentar o liceu em Amarante e mais tarde em Coimbra, ingressou, em 1905, num curso preparatório de Desenho, na Academia Real de Belas-Artes, em Lisboa, e, no ano seguinte, partiu para Paris, com a finalidade de cursar Arquitetura. No entanto, o estudo e a prática continuada do desenho, em especial da caricatura, que nessa época mais o ocupava, levaram-no a abraçar a pintura como vocação e destino. Integrado nas vanguardas modernistas internacionais que convergiam na capital francesa, Amadeo rejeitou o naturalismo e as abordagens académicas, desenvolvendo uma linguagem pictórica peculiar, sintetizadora de múltiplas referências num estilo disruptivo e vincadamente original. Entre a Paris cosmopolita e o Portugal profundo das suas origens, trilhou um percurso fulgurante que lhe deu uma projeção internacional inédita na pintura portuguesa — um percurso interrompido, em plena maturidade artística, pela morte precoce, em Espinho, a 25 de outubro de 1918, durante a epidemia de gripe pneumónica que então assolou a Europa.

Livros de Amadeo de Sousa-Cardoso editados pela Ponto de Fuga